Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

O Escrevente

Eu sou quem me habitaE também quem é habitadoEu sou aquele que me observaE também quem é observadoPelo lado de dentro e pelo lado de foraEu sou o que tem ideias mais nobresE aquele que pensa vilezasEu sou aquele que censurou uma açãoE aquele que permitiu o indesejadoEu sou todo humanoEu sou aquele que ainda não virou palavrasOs pensamentos que nem sequer ousei dar linguagemEu sou essa entidadeE o que escreve a seu respeito.

Observador

Não gosto de ser vigiadoEsse sujeito, que sou eu mesmo,Passa o dia inteiro me observandoComo que fiscalizando minhas açõesCondenando meus pecadosE censurando os meus arroubosQuando olho para ele me desconcentroQuando flagro o seu olhar ele someEle vive de me ver, ele se alimenta de mimE eu dele. Márcio Cardoso

“Pois nele vivemos, nos movemos e existimos.”

Em muitos arraiais religiosos eu percebo com pesar um esforço olímpico para que Deus se faça presente, se manifeste, mostre a Sua glória, como se Deus estivesse na tangência da Terra esperando o momento para entrar em cena!Deus não precisa ser invocado para se fazer presente. Deus a tudo e a todos envolve, em tudo e em todos transparece, de tudo e de todos emerge. Os teólogos dizem que é Ele é onipresente. Deus está totalmente envolvido com a história humana desde o seu nascedouro. Deus não está à parte do mundo, do lado de lá, distante. Convocar um Deus que é Todo-Presença é, no mínimo, contraditório.Deus está conosco, seu nome é Emanuel. Sua presença se dá de forma modesta, velada e silenciosa. Como o ar que respiramos sem nos darmos conta, Deus é o nosso fôlego; como o sol, que desde o horizonte clareia o meu quarto sem que eu esteja olhando para ele, Deus me renova; como a raiz que nutre a árvore, assim é Deus - a seiva da vida. A presença de Deus é a causa da nossa existência; só…