Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Minhas invenções

Eu sou todas as minhas invenções.Tudo o que crio e o que pensotem o meu desejo e suor.Eu sou as minhas dúvidase as minhas verdadesos meus credos e preconceitos.As minhas angústias, soluços, calafrioos meus bosques misteriosos,os meus rios turvosos outonos boa parte do ano,tudo sou eu.Eu sou a minha metafísica e a minha imanênciao meu medo da morte e a minha reinvenção.Eu sou os meus amores e paixões.Eu sou a doença que inventeios remédios que tomeios livros que li.Eu sou a invenção de mim e a sua projeção.Minha visão de mundo eu mesmo fizcom o que recolhi do Universo.E só recolhi do Universoaquilo que já era eu.Eu sou a fome de mima liberdade e a reticência...
Está tudo em casa!
Márcio Cardoso

Dilatação

Eu sou tantos dentro de mim que quase me explodoEu só me caiboGraças ao meu coeficiente de dilataçãoMesmo assim, quando eu me dilato,Uma outra possibilidade de mim se impõeQuando o meu corpo esfriaEste quase eu, que se esboçava, Para não escapar pelos meus porosSe divide entre os outrosAlterando a sua substânciaE nessa dinâmicaCada vez que eu me divido eu me multiplico.Márcio Cardoso